• Mesmo após a derrota para o Fortaleza e a perda da liderança do Brasileirão, a torcida do Inter dribla o treino fechado - e as restrições devido à pandemia do coronavírus - dá seu voto de confiança antes de mais Gre-Nal pela Libertadores. Na manhã desta segunda-feira, integrantes da organizada Guarda Popular usaram um barco para apoiar a equipe durante o treino no CT do Parque Gigante.
  • Os colorados deixaram de lado as recomendações de evitar aglomeração e se reuniram na embarcação. Munidos de faixas, bandeiras, instrumentos musicais e sinalizadores, os torcedores navegaram no Guaíba, às margens do CT, e o transformaram numa extensão das arquibancadas do Beira-Rio.
  • A iniciativa dá um voto de confiança à equipe para quebrar um longo jejum em clássicos. O Inter tenta encerrar uma seca de nove Gre-Nais sem vitórias para manter a liderança do Grupo E da Libertadores.
  • Em campo, Eduardo Coudet espera um sinal do departamento médico. Patrick deixou a partida contra o time de Rogério Ceni com um problema na coxa direita, enquanto Johnny na esquerda. Thiago Galhardo, por sua vez, sequer viajou ao Ceará em razão de uma entorse no tornozelo direito.

  • Se o trio é dúvida, Coudet terá dois retornos em relação ao grupo à disposição na vitória por 4 a 3 sobre o América de Cali. Após cumprirem suspensão, Víctor Cuesta e Bruno Praxedes estão liberados. Moisés e Edenilson seguem suspensos.
  • O último treino antes do clássico 427 está marcado para a tarde desta terça-feira. O Gre-Nal será disputado às 21h30 de quarta. O Inter lidera o Grupo E com sete pontos, enquanto o Grêmio está em segundo com quatro.